sábado, 9 de abril de 2011

BASTIDORES DOS QUINHENTOS E DOS MIL QUILÔMETROS DE BRASILIA

Mais fotos do Baú do Carlos Zarur mostrando os bastidores dos Mil quilômetros de Brasília de 1969 e dos 500 quilômetros de 1968



Na foto acima, veja como ficava o Buraco do Tatu nos Mil Km de 69 cheio de carros estacionados (local privilegiado e acredito que são carros de pilotos, cronometristas e organizadores) na visão noturna dos boxes. À esquerda do "Buraco do Tatu" ficava os boxes e a direita entrada da curva do chamado "Paredão da Rodoviária". Geralmente, eu ficava ali acima e a direita vendo a entrada dos carros quando eles faziam a curva do paredão da rodoviária. Vi alguns acidentes ali, um deles, o Caçador de Estrelas do Bica Votnamis, estampou o paredão. Noutro, um DKW atropelou um transeunte que tentou atravessar a rua e foi jogado para o alto. Mas na imprensa, não apareceu nada.



500 quilômetros de 1968. Abastecimento do fusca pilotado pelo Carlos Zarur e o José Roberto Nasser. Amadorismo romântico. Veja a improvização do galão de abastecimento.




Elgar GT 104 nos mil km de Brasília de 69 (estréia do Elgar, piloto, Waldir Lomazzi)। Segundo o próprio Waldir em entrevista concedida a este blog, o Elgar deu apenas uma volta e parou por causa de problemas no tanque de combustível. Na montagem do carro feita as pressas para participar da corrida, ficou respingos de soldas dentro do tanque e ele entupiu).

500 quilômetros de 1968. Aqui o José Roberto Nasser passa o carro e o capacete para o Carlos Zarur.
(Fotos, arquivo do Carlos Zarur)

2 comentários:

  1. Jovino,
    Espetacular essa foto dos 1000 KM de 1969.
    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Hamilton,
    Tem muito mais fotos ainda por vir.
    Abs.
    Jovino

    ResponderExcluir