segunda-feira, 22 de agosto de 2011

"ENQUANTO TIVER FORÇAS PARA ACELERAR, ESTAREI NAS PISTAS"

É assim que o empresário Paulo Mattevi,(65 anos), gaúcho de nascimento e catarinense de coração, sendo que, 47 dos quais são dedicados às pistas de corrida, define sua filosofia de vida como uma fórmula para combater o stress do dia a dia.


Tudo começou em 1965 em sua cidade natal, Erechim/RS, com incentivo de seu grande amigo e pai, Eddye Mattevi (in memorian), que lhe emprestava seu carro um DKW Vemag para, na época, participar das provas de”Kilômetro de Arrancada” e, já em sua primeira participação, conseguiu ficar em segundo lugar. Após algumas etapas, partiu para a disputa estadual, na cidade de Passo Fundo/RS, conquistando o campeonato em sua categoria.


Após este período, Paulo iniciou sua participação em circuitos de automóveis de rua, corendo no autódromo de Tarumã, em Porto Alegre/RS, Joaçaba e Lages/SC, sempre obtendo ótimas colocações até que  transferiu-se para Curitiba/PB em 1972.





Nesta época correndo na categoria Fusca/1600, (orgulha-se em mostrar a Revista Quatro Rodas de setembro/72 em que aparece na capa Emerson Fittipaldi como campeão mundial de F1; onde figura seu nome estampado na participação na Copa Independência disputada no Autódromo Interncional de Curitiba em Pinhais/PR.







Após esta fase, foram muitas participações, até quando, fixando residência em Joinvile, cidade que adotou como sua terra do coração, esteve um período ausente das pistas por falta de oportunidades, voltando a andar novamente  em 2003 na categoria de arrancada em Curitiba/PR, categoria esta que é a sua preferência, pela precisão que considera ter que haver em relação carro/piloto.


Hoje Paulo está participando de arrancadas na terra em Joinvile/SC, com o Passat 32 da equipe Classe A, Platoville, Sidão Racing, tendo obtido nas três etapas, um quinto lugar e dois terceiros, mas avisa: “vou brigar pela ponta ainda este ano”, sempre respeitando a valorizando seus adversários.


Paulo que apesar de seus 65 anos, diz que a idade e a velocidade são iguais; não se tem limites para serem alcançados, por isto sente-se feliz em estar participando com a garotada de 18, 20 anos, e diz: “ hoje, talvez sou o mais coroa de todos que participam,  procuro transmitir algumas experiência aos jovens, porém, mais tenho a aprender do que a ensinar a esta garotada boa de boléia que tá vindo por aí.”

Paulo diz que participar do circuito de arrancada de Joinvile/SC não é só prazer, mas sim, uma obrigação para dar força ao evento que retorna com sucesso total, graças à iniciativa do Grafite e de excelente organização do Jaime.
Ficha de inscrição de 1972


Alguns dos 282 trofeus conquistados na longa carreira automobilística


Paulo, esta é a verdadeira paixão que move a vida de muitos de nós, pois você acreditou num sonho e o transformou em realidade até hoje.

3 comentários:

  1. Comentário do Paulo Mattevi encaminhado para o meu email:

    "Jovino

    Obrigado .Ficou muito boa a matéria, parabéns



    Paulo C. Mattevi"

    ResponderExcluir
  2. Tenho muito orgulho do meu Pai !!!! Ele não é só um ótimo piloto de carros, é um exelente piloto de família também !!! Te amo muito papi, sua filha Rafaela

    ResponderExcluir
  3. Muito legal, Jovino, ainda mais por ser alguém aqui de SC, ou melhor, um "cataúcho"! hehehehe
    O Sidão é preparador de carros pra terra também, inclusive aparece numa foto da oficina o Gol 28.
    Abraços

    ResponderExcluir