quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

PUMA GTE COM MOTOR CORVAIR 6 CILINDROS


 
Nos dias 15 e 16 de outubro realizamos em Brasília o 8º Encontro Nacional de Pumas que foi um sucesso com a participação de 106 pumas vindos de diversas partes do Brasil no Pontão do Lago Sul, em Brasília.


Um dos Pumas que eu aguardava com ansiedade era o Puma GTE do amigo Dinho Sprenger, que havia me comunicado que pegaria estrada e com uma mecanização inédita nos pumas, um motor Corvair boxer de 6 cilindros, e, que, infelizmente, o carro não ficou pronto à tempo e ele não pode vir ao nosso encontro.
Mas agora, atendendo ao meu pedido, fez um histórico até chegar a esta mecanização que deixou o puminha fabricado na década de 70 com mais de 140 cavalos.
Abaixo o relato e fotos:
"Caro Jovino: mando breve histórico do Puma Gte 1977, após mais de três anos a procura de um adquiri o mesmo no final dos anos 90, estava integro e necessitando reforma total, sem dono e abandonado, com todos os vidros originais e relógios do painel era o que interessava, pois queria desmanchar inteiro e refazer do meu gosto. Como na época não conhecia o pessoal do Puma Club, não tive a lembrança de documentar todas as etapas. Quem fez a parte de mecânica/estrutural (reforço com quadro do chassis) foram o João e Miguel Bucko, mecânicos já de longa experiência em vw, antigos preparadores e atualmente fiscais de competição da federação paranaense de automobilismo. A parte de fibra foi efetuada pelo Jailson, filho do João das Pumas (trabalhou na industria desde São Paulo, era o montador oficial dos motores). Nesta fase após tirar um motor mexido e colocar novamente um inteiramente original 1600 dupla carburação, com o interior refeitas as posições de volante, cambio e freio de mão para pilotos de estatura alta, ficou como nas fotos abaixo.

O puminha GTE 77 do Dinho 




Após este período de mais ou menos 4 anos e conhecendo os Pumeiros do Puma Club, comecei a tirar as fotos. Ficam de fora o chassis reforçado e alterado posição de cambio e freio de mão, vistos nas fotos somente do interior. Ai, descontente com o desempenho do GTE, procurei motorização mais potente, não querendo mexer novamente no motor 1600, este tem muito recurso mas infelizmente aprendi que quanto mais forte fica menos confiável é.
 Inicialmente estudamos a solução Porsche, sendo procurado e encontrado o seis cilindros, não queria problemas de eletrônica, instrumentos de painel que deveriam ser modificados alterando os originais, ai procurei nova solução no motor do subaru, mas novamente ocorreria a exigência de eletrônica e instrumentos (menos que o porsche), foi quando encontrei o motor Corvair, grande vantagem ser sem eletrônica moderna.


Esta seria a opção Porsche
Coletor compra USA original Corvair
Bloco do motor e tampas cabeçotes.
Montagem parte distribuição
Motor aberto
Motor montado e seguindo para confecção do coletor de admissão
Cabeçotes: note que tem duas entradas, é o motor Corvair mais forte. Os outros modelos tem somente uma entrada por cabeçote.


Detalhes comando e vira (brutais).
Motor já com os coletores de admissão para as Webber 44(tinha na caixa, zero, guardadas ha mais de 15 anos), que após tentativas foram substituídas por duas Webber 40.
Colocação no GTE. Note que para passar foi necessário retirar parte da fibra para poder gerar ângulo de entrada
Detalhe da flange motor+caixa (perfeita). Embreagem de cerâmica com plator de maior pressão da kombi diesel.
Detalhe de todo o conjunto mecânico
Instalado freio a disco também na traseira, note filtro do audi turbo para agüentar a pressão da bomba de óleo. Radiador de óleo instalado na frente (bico) com ventilação via deslocamento e ventoinha para engarrafamento
Motor instalado, forro de chapas de alumínio por dentro e por baixo

Escapamento equalizado, coletor americano metalizado e restante em inox.


Detalhe da roda com Off Set negativo


Note que a posição do freio de mão e cambio esta diferenciada, assim como o volante. Ainda foram colocados dois relógios Autometer para pressão e temperatura de óleo. 

(repare que ele inverteu as posições da alavanca de Câmbio e Freio de Mão, além de instalar um extensor de volante de alumínio para melhor adequar o conforto e a dirigibilidade, pois ele tem 2 metros de altura) 

Caro Jovino, espero que esta sirva para vc ter pequena idéia do trabalho ate chegar a este ponto (3 anos na primeira reforma geral, e agora 1 ano para adaptar o motor Corvair), ainda tenho que desenvolver a caixa pois esta faltando engrenagem para tanto motor, e a embreagem com cerâmica esta trepidando muito alem do esperado. No mais ficou muito bom, resolvido o problema de falta de motor que sentia, de freio até que esta boa com o detalhe do peso do carro que é pequeno, agora é falta de caixa.
Em tempo: o Gte tem mais torque que a Santa, que não é mais 4.1 e sim 4.4, somente não anda mais devido ao cambio de 5 marchas". 

21 comentários:

  1. Belo trabalho. Parabéns ao proprietário pela persistência.

    ResponderExcluir
  2. Comentário do meu amigo M, o Marcos Sacoman, encaminhado para o meu email:

    "Oi Jovino !

    Este motor me fez voltar ao passado, mais exatamente 1969 ! Meus tempos de FEI.
    O Zeca Giaffoni montou um motor deste em um Fusca pé-de-boi e o Henry Strasser em um KG.
    Na época a Crown fazia um kit que levava o motor Corsa (o Monza era o fraquinho) a 250 HP.
    O mais interessante eram os cabeçotes de 3 entradas, com coletores e 2 Weber 44 IDA triplos (do Porsche).
    Há pouco tempo ainda tropecei em um par deles anunciados no eBay.
    Seu amigo vai ter problemas com o câmbio !!!
    Nos USA, para arrancadas os malucos usam a caixa da Kombi, com (se não estou enganado...) a caixa de satélites de Ranger, retrabalhada. Mas a máquina continua com as 4 marchas.
    O maior problema para colocar uma caixa 5M é a suspensão do Puma, de semi-eixos oscilantes, o que limita o câmbio.
    A melhor alternativa é colocar um Hewland Mk8/Mk9, que apesar de ser de homocinéticas, dá para transformar para usar os semi-eixos VW. É o que faziamos nos D3, dos tempos de antanho...
    Uma boa opção também seria o motor Porsche carburado. Não teria nenhum problema de "eletrônicos" porque a ignição é a mesma do VW.
    Ou melhor, por um motor VW 2.200, bem mais leve, e que hoje vc tira fácil 200 HP.
    Mas o Corvair também é uma ótima opção e vale pela curiosidade !
    Abraços,
    EU"

    ResponderExcluir
  3. Jovino
    Como disse o "M", voltei aos anos 60, quando Eduardo Celidônio colocou om motor de Corvair num Karman-Ghia para correr.

    Não sei se naquela época o cabeçote dele tinha dupla entrada, creio que não.

    Dinho Sprenger

    Parabéns pela sua descrição. Foi clara, concisa, perfeita, deu para acompanharmos tudo. E você domina muito bem a Língua Portuguesa.

    Creio que esse Puma depois de pronto irá fazer muito sucesso.
    Receba meus votos para que esse sucesso apareça até antes do que você está esperando.

    ResponderExcluir
  4. Olá. Parabéns pela matéria. Também estou interessado em fazer algo parecido. Saberia me dizer alguns detalhes técnicos? De que modelos de carros são seguintes peças: alternador; motor de arranque; correia do alternador; velas e cabos de vela; distribuidor. Ainda: este distribuidor é a platinado? Vc acha que funcionaria bem com um carburador só, progressivo de corpo duplo? Obrigado.

    ResponderExcluir
  5. alternador GM, motor de arranque Kombi, correia, cabos, velas, distribuidor Corvair Auto Parts USA, platinado original alterado para ignição eletronica, com um carburador em conjunto com admissão especifica fica muito bom somente vi em bugs nos USA, na Puma o conjunto não da na altura do cofre do motor (tampa não fecha).

    ResponderExcluir
  6. simplesmente espetacular..
    Helio Mendonça

    ResponderExcluir
  7. Legal mesmo. Poderia dar umas dicas sobre compras de peças no USA? (coletor de escapamento, por exemplo) ou alguma oficina que faça os coletores de admissão e escapamento sob medida? Obrigado.

    ResponderExcluir
  8. Muito bom. Entretanto, eu optaria por um motor de porsche 6 cilindros, carburado.
    É da mesma família, e ronca que é uma beleza, sem contar a confiabilidade e robustez.
    Possuo um GTE 1977, 1.700 cc, cabeçotes rebaixados, eixo comando P3, carburadores Weber 40 retrabalhados, freio a disco também na traseira; uma belezinha. Um belo brinquedo. Dou pau em muito carro moderno metido a esportivo. Zero a 100 em torno de 7 s., velocidade máxima já cheguei perto dos 180 kmh. Só uso gasolina podium.
    Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  9. respondendo ao Amigos, compras de peças no USA melhorou bastante, pode ser via eletronica como no ebay, por exemplo, mas prefiro pessoalmente e quando não posso utilizo conhecidos em viagem, para min o grande segredo de compra de autopeças é o part number, vc sempre tem que saber exatamente o que quer pelo nº da peça retirado de catalogo original da marca procurada, ai não tem erro. A internet possibilita muita facilidade em encontrar o part number, caso não consiga recorra a uma oficina e/ou concessionaria. No projeto do motor corvair utilizei um catalogo onde vc consulta praticamente tudo com extrema exatidão de detalhes para cada peça, de uma olha em (http://www.corvair.com/user-cgi/pages.cgi?category=home). Agora se vc vai a Los Angeles não aconselho visitar o LADismanters, ou melhor vá, vc vai querer comprar tudo e não pode trazer nada. Com referencia a ampla gama de modificações que o motor boxer 4cc aceita, uma coisa aprendi, até um 1800 vc preserva para viagens mais longas ainda alguma confiabilidade, passou disto, o carro fica limitado ao raio do seu guincheiro, então procurei uma solução de motor mais forte, ainda original, já tive na Puma um 1900 com escapamento cruzado quase que direto (ronco inesquecivel), mas cada vez que deixava o Puma muito tempo parado era uma novela para andar novamente, embora logo esquecida a cada arrancada mais pesada pois a tração de uma motor forte em Puma, Brasilia, Fusca é inesquecivel para vc e principalmente quem mexe com um destes em até 300 metros. Forte Abraço Dinho Sprenger.

    ResponderExcluir
  10. Bela matéria meu amigo e as imagens mais ainda.

    ResponderExcluir
  11. Tenho um motor,cambio e diferencial,a disposição a quem interessar.Motor desmontado,completo,com carburadores,ventoinha,distribuidor,etc..(V.LUCCIOLA@GMAIL>COM)

    ResponderExcluir
  12. Tenho um motor,cambio e diferencial,a disposição a quem interessar.Motor desmontado,completo,com carburadores,ventoinha,distribuidor,etc..(V.LUCCIOLA@GMAIL>COM)

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Excelente matéria !!! Gostaria de uma opinião dos mais entendidos. Possuo uma Brasilia com motor 1600 original, as únicas coisas que alterei foi o filtro de ar (de óleo para seco), instalação de ignição eletrônica e escape 4X1. Gostaria de ganhar uns 10 cv para melhorar em viagens que faço de vez em quando (1500, 2000 km). Não gostaria de comprometer muito a durabilidade do conjunto, mas...
    Estava pensando em aumentar a taxa de 7,5 para 8,5:1, colocar um comando um pouco mais nervoso (talvez o da Kombi moderna), trocar as borboletas dos Solex para 35, trocar a bomba de óleo para dupla e a caixa de ar (Kombi moderna com radiador deslocado). Porém meu motor ainda é com prisioneiros de 10mm, estava pensando em levar na retífica e substituir (8mm), é mesmo necessário ou nessa configuração os senhores acreditam que aguenta ??? (esse motor está com 40 mil após retífica que foi feita em 1997 e nunca tive problemas de soltar os cabeçotes). Um kit 1700 ou 1800 seria bem vindo ??? Aguardo comentários. Abs

    ResponderExcluir
  15. Ei parcero voce pode me dar uma informaçao onde eu compro um motor deste para meu fusca 71 pois ele ja esta com a caixa de marchas da puma e um motor 2.0 a ar forjado,a um tempo ai comprei um motor ap 2.0 para colocar pois um colega meu que prepara carros para arrancada me falou deste motor e de seu blog.e fiquei doido com este 6 canecos.meu nome é ronnye e meu email é ronnyemiranda@hotmail.com, me resonde ai por favor e se eles mandao aqui pra belohorizonte onde moro.
    grato;

    ResponderExcluir
  16. Parabéns ao proprietário belo exemplar. Possuo uma TL 1973 com motor subaru 2.0 não dá trabalho em relação a parte elétrica tem que fazer que nem vc fez instalando os relógios no mais essa parte é bem simples, o que realmente da trabalho é onde colocar o radiador, no mais é moleza, sobre o cambio tem muita gente que já faz o cambio dos vw com 5 marchas, pra galera de Brasília que quiser saber mais sobre adaptação do motor subaru e do cambio marchas vou deixar meu email, filiperainier@gmail.com. Essa semana eu vi um programa que falava sobre motores covair fiquei com vontade de colocar em um vw, deu até vontade de mudar meu projeto, mas sigo com o motor japonês. Mais uma vez parabéns!

    ResponderExcluir
  17. Parabéns ao proprietário belo exemplar. Possuo uma TL 1973 com motor subaru 2.0 não dá trabalho em relação a parte elétrica tem que fazer que nem vc fez instalando os relógios no mais essa parte é bem simples, o que realmente da trabalho é onde colocar o radiador, no mais é moleza, sobre o cambio tem muita gente que já faz o cambio dos vw com 5 marchas, pra galera de Brasília que quiser saber mais sobre adaptação do motor subaru e do cambio marchas vou deixar meu email, filiperainier@gmail.com. Essa semana eu vi um programa que falava sobre motores covair fiquei com vontade de colocar em um vw, deu até vontade de mudar meu projeto, mas sigo com o motor japonês. Mais uma vez parabéns!

    ResponderExcluir
  18. gostaria de saber se vc vende roda de puma amigo

    ResponderExcluir
  19. gostaria de saber se vc vende roda de puma amigo

    ResponderExcluir
  20. ONDE CONSIGO UM MOTOR DESSES? TENHO UM GTE 75 TUBARÃO COM MOTOR ORIGINAL DUPLA CARBURAÇÃO, GOSTARIA DE TROCAR POR UM + POTENTE E CONFIÁVEL, ABRS

    ResponderExcluir