sábado, 22 de setembro de 2012

FORMULA VEE BRAZIL TESTA EM BRASÍLIA

O piloto Kenner Garcia treinou neste sábado em Brasília com o seu Formula Vee Brazil, carro concebido e construído pela equipe de Roberto Zulino e Joaquim Lopes Filho, o Mestre Joca, carro este que nasceu de uma série de discussões no Blog do Mestre Joca há alguns anos atrás.
Muita gente não levou muita fé que daquela discussão pudesse realmente nascer uma categoria de monoposto nos moldes em que existem em vários países da Europa e América do Norte.
A Formula Vee Brazil, após dois anos de sua criação, veio crescendo aos poucos, largando inicialmente com 8 carros e hoje chegou-se nas últimas provas com média de 25 carros.
O Kenner Garcia é piloto de Uberlândia/MG e entrou em contato comigo nesta semana e acertamos um teste no espaço de tempo entre os treinos e o almoço dos pilotos do campeonato brasiliense de motos.
Foram poucas voltas, e até eu, depois de 30 anos sem andar num carro de corridas, também dei algumas voltas.
À princípio eu me estranhei um pouco dentro de um formula, mas o carro é bastante confortável para um cara como eu com 1m86 de altura e 79 kg. O posicionamento do volante também é muito bom e as pedaleiras ficaram numa distância que me deixou também confortável, embora tenha estranhado no início das duas primeiras voltas, pois andei pisando no acelerador quando queria pisar no freio, mas isto deveu-se a falta de uma sapatilha adequada, pois estava usando tênis comum e ele é bem mais largo do que as convencionais sapatilhas, mas depois que peguei o macete, foi pura diversão.
O carro anda forte, embora a relação de marchas que estava equipando este carro era um pouco curta para o circuito de Brasília que é de média para alta.
No meio da reta dos boxes já estourava o giro e na reta do colégio militar também. Usei a quarta marcha na curva da vitória e na curva 1, pois não senti necessidade de reduzir, embora não estava andando para virar tempo.
O carro é firme na curvas, mas um pouco arisco, mas tudo isto é em função da adaptação do piloto ao carro, por isto, quando estava me animando a acelerar mais forte, depois de já estar passando as marchas no tempo certo e freiando nos lugares certos, acabei me animando demais e dando uma pequena rodada.
Pelo o que eu conversei com o Kenner na sua rápida passagem por Brasília (pois ele deu apenas 4 voltas e eu também 4), ele me afirmou que gostou do circuito de Brasília e o achou mais rápido do que o de São Paulo. Acredito que em Interlagos, que tem uma reta maior, mas grande parte dela é em subida e aqui a reta é mais em plano para descida.
Mostrei o carro lá no VCC para alguns pilotos e ex pilotos de Brasília, pois estava havendo um evento da Mercedes Benz lá e eles não puderam ir ao autódromo, e todos eles adoraram o carro. Até o Zeca Vassalo (Camber) também gostou muito do carro.
Enfim, quero parabenizar o Joaquim Lopes Filho, o Roberto Zullino, que acreditaram neste sonho de construir uma categoria de monoposto e com mecânica volkswagem a ar e fazer dela uma categoria consistente e de grande sucesso em tão pouco tempo.
Agradecimento muito especial também ao Kenner Garcia e sua equipe que me propiciou dar umas voltas no Formula Vee, à sua equipe, ao Clay Lopes, ao Joaquim Lopes Filho, e ao Zé Alexandre que intermediou para que a gente conseguisse um espaço no treino das motos com o Carlos, presidente da Federação de Motociclismo de Brasília, para podermos andar no autódromo Nelson Piquet com o Formula Vee Brazil.
Em outubro haverá Track Day e Regularidade de carros Antigos e Copa de Turismo aqui em Brasília e o Kenner já confirmou que virá andar aqui.
Se algum piloto de São Paulo quiser vir andar, testar o seu Formula Vee aqui em Brasília, será muito bem vindo, pois teremos o sábado todo para nós (a data ainda a ser confirmada é o dia 22).


 O Formula Vee Brazil já no autódromo Nelson Piquet. Kenner Garcia e Jovino
Veja como o carrinho é bonito. Aqui já com a configuração atualizada com rodas de liga leve e o conjunto de injeção eletrônica.
 O Formula Vee leva o nome de Naja
Ocupamos o último boxe. Aqui até me lembrei da época em que corrida na Hot Dodge. Este boxe era ocupado pelos pilotos de funcionários da Câmara dos Deputados com o um Dodjão preto número 77 e os caras tomavam todas antes das corridas e rodavam quase que em todas as curvas. Pura loucura.
 Esperando a pista ser liberada. 
 Na curva da vitória (veja que pelo fato de não chover em Brasília há muito tempo e o clima estar bem seco, o visual está meio desértico).
 Entrando na curva 1. Aqui dá para fazer a curva de 4ª marcha.
 Eu me adaptando ao cockpit do Formula Vee
e saindo para a pista. (repare que o capacete é preto e aberto, mas..., durante a primeira volta, o capacete quase saiu da minha cabeça, estava frouxo e a pressão do vento o jogou para tras...
 Tive que parar no boxe e colocar o capacete fechado ( o do Kenner)
   De volta à pista com o capacete branco do Kenner
Aroldo Lettieri (futuro piloto de Formula Vee) e amigo, o agora magrelo Claudio Gente fina que correu em Interlagos de Formula Vee e seu filho, o Kenner Garcia, um amigo e o seu chefe de equipe.
 Eu e o Kenner sentados nas rodas do Formula Vee e o mesmo pessoal atras.
Eu, filho do Gente Fina, Kenner, o chefe de equipe e amigo
 
Abaixo, dois vídeos: o primeiro é do Formula Vee estacionando no box e mostra detalhes da máquina.



O segundo está tremido e mal focado, mas dá para sentir o fórmula Vee andando em Brasília.

Esta foi a primeira volta do Kenner na pista e ele ainda estava conhecendo-a.
 


E para terminar, veja como é a categoria em São Paulo Hoje.

 

17 comentários:

  1. Fabiani C Gargioni #2723 de setembro de 2012 09:49

    Legal Jovino e espero que a F-Vee se espalhe por todos os autódromos do país, pois esta é a melhor iniciativa dos últimos 30 anos no automobilismo nacional, parabéns pelo retorno, tu não te arrisca a por um F-VEE na pista???

    ResponderExcluir
  2. Pois é Fabiani, o Kenner deve trazer o Formula Vee novamente em outubro e será programado para que dê tempo da gente chamar os pilotos e candidatos para conhecer o carro. Existe interesse já de alguns, como o Claudio Gente Fina e do Clay Lopes, ambos correram de Formula Vee em São Paulo, além de outros pilotos. Então nós temos que fazer um papel de divulgação da categoria aqui para ver no que dá. Eu mesmo, acho que não me abilito porque acho que já não tenho mais idade para isto, mas quem sabe né!!!. Jovino

    ResponderExcluir
  3. Jovino e amigos do blog.

    Desde o início do projeto do chassi mantenho diálogo com Zullino, acreditando piamente que essa seria a chance de vermos nossos pilotos brilhando no exterior, em diversas categorias do automobilismo.

    Quando extinguiram as F-Ve, a Super-Vê, a F-Ford, basicamente os pilotos que estavam saindo do kart trilharam os caminhos europeus sem a devida experiência de pista e manejo no acerto ideal e sem ter a criatividade de um Emerson, Nelson e Senna.
    Com o retorno da F-Vê, fatalmente teremos um novo time de excelentes pilotos para se graduarem melhor lá fora, a custo reduzido...

    Posso imaginar o imenso sacrifício feito pelos que estão chegando à GP2, fazendo seu "curso fundamental e ensino médio", com a finalidade de se prepararem adquirindo conhecimento custeado em Euros e Dólares, quando não em Yens...

    Vamos incentivar sempre a iniciativa do Zullino e do Joaquim, dignos "formadores da nova safra"...

    Que Brasília receba essa categoria de braços abertos, pois o que tem em Brasília, um excelente autódromo, o Prefeito do Rio vendeu para as imobiliárias...

    Um abraço.

    Luiz Fernando Lapagesse

    ResponderExcluir
  4. Comentário do Claudio Ceregatti encaminhado para o meu facebook:
    "Pô Jovino Coelho Benevenuto Coelho... Só o Kenner Garcia indo praí, não tem jeito mesmo de voce vir pra Interlagos... Rodaram pra caramba para apenas 4 voltas cada... Abraços aos dois!"
    Jovino

    ResponderExcluir
  5. Só com malucos de pedra a coisa anda. Tem jeito não. Um, o que arrasta o brinquedo por 600 km pra dar uma "voltinha" e o outro que abre espaço para permitir o passeio de uma "serpente" diferente e bem vinda em pleno cerrado. Essa foi "duca" Jovino e Kenner. Assim vai aumentando a visibilidade do que promete e tem mostrado ser, o oxigênio para a sobrevivência do automobilismo brazuca. Bom, bonito e barato (relativamente) .

    ResponderExcluir
  6. Regi, como disse lá no post, o Kenner virá em outubro. Quem sabe algum piloto aí de Sampa não se anima e dá um passeio até Brasília. Vou batalhar para termos um final de semana só para nós.
    Uberlândia fica a 450 km de Brasília. Viajando tranquilo, segundo o Kenner, são 5 horas de viagem. Ele só foi embora no mesmo dia porque tinha compromisso em Uberlândia.
    Abs.
    Jovino

    ResponderExcluir
  7. Fabiani C Gargioni #2724 de setembro de 2012 19:48

    Pô Jovino meu pai que aqui é conhecido como Nôno Rui, andou na etapa passada da TCC com um gol e olha que ele já tá com 61 e ficou louco e quer mais, eu acho que tu tem que acelerar sim. Velho mesmo é aquele que envelhece a cabeça,valeu!!!

    ResponderExcluir
  8. Hermoso auto de la Formula Vee Brazil; los autos de fórmula son y fueron siempre mis preferidos.
    Abrazos!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns Jovino.
    Eu tive a grata satisfação em conhecê-lo no Museu da Memória Candanga, em encontro de carros antigos. Desde então não deixo de acompanhar as notícias e os comentários que estão disponíveis em seu blog. Você não imagina o quanto tem sido prazeroso para mim, e a expectativa que trago, quando vislumbro poder ver o autódromo de Brasília,abandonado,novamente ressurgindo e revivendo os grandes pegas de ruas, que só os pioneiros que aqui chegaram trazem na memória.Peço a você que continue a dar ampla divulgação dessa matéria, pois tenho grande interesse, bem como amigos do kart em efetivamente
    adquirir o monoposto para possível participação em campeonato.
    Reynaldo Cardoso.

    ResponderExcluir
  10. Meu amigo Jovino,
    Não localizei informações sobre a mecânica utilizada e tampouco o custo médio desse "brinquedo".
    O abraço do
    Carlos Pontual

    ResponderExcluir
  11. Diga meu amigo Pontual.
    Como mostra o primeiro video, a mecânica é Volkswagem a ar, o famoso motor boxer do fusquinha com 1600cc, em torno de 65cv, com motor entre eixos.
    Não posso te informar com exatidão o preço do carro hoje completo, mas acredito que fica de R$ 25.000,00 a R$ 30.000,00.
    Jovino

    ResponderExcluir
  12. entre no link da F VEe e terá informações detalhadas, assim como lincagem com Zullino e Joca, os únicos aptos a passar informação exata. Vc ficou na média JOvino e depende muito do próprio interessado, baixar os custos. (mão de obra própria e que tais...)

    ResponderExcluir
  13. Certo Regi. em outubro teremos um track day de antigos e aí passarei mais informações para os interessados. mas antes, tenho que conversar com o Joaquim. Abs. Jovino

    ResponderExcluir
  14. Caro amigo Jovino, obrigado pela receptividade em Brasília. Apesar de poucas voltas que demos no Formula Vee, pude sentir a delícia que é pilotar no Autódromo de Brasília. Te confesso que achei mais interessante que Interlagos. Vamos programar nosso retorno com a relação de câmbio mais adequada para a pista. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  15. Kenner, eu que tenho que te agradecer por ter me proporcionado dar umas voltas no seu Formula Vee.
    Vamos organizar um evento no dia 22 de outubro e o Formula Vee terá um espaço digno da importância dele no cenário automobilistico brasileiro. Teremos o dia todo para o Track Day Regularidade de antigos e Turismo.
    Esta semana vamos nos reunir para acertar todos os detalhes. Vê se tras alguns colegas de São Paulo para andar aqui em Brasília.

    Jovino

    ResponderExcluir
  16. Jovino
    Belíssima cobertura, texto, fotos e filmes.

    Acho que o Joaquim e o Zullino mais tarde vão acabar pondo uma caixa Hewland na Java.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Criei um grupo no Facebook com o nome de "Formula Vee Brasil - Brasília/DF para procurar patrocinadores, pilotos e fãs. Se alguém souber de algo, só informar lá no Facebook. Obrigado pela reportagem, ficou ótima.

    ResponderExcluir