sexta-feira, 9 de novembro de 2012

O NOVO AUTÓDROMO DO RIO DE JANEIRO

Reprodução matéria UOL
 
Novo circuito substituirá o autódromo de Jacarepaguá (foto), que foi desativado no Rio
Novo circuito substituirá o autódromo de Jacarepaguá (foto), que foi desativado no Rio

Rio ganha terreno para novo autódromo e prefeito promete 'roubar' F-1 de SP

O Exército e o Ministério do Esporte assinaram nesta sexta-feira um convênio que garante ao Rio de Janeiro um terreno para a construção de um novo autódromo na cidade. Uma área de 2 milhões de m² que pertencia às Forças Armadas foi repassada ao ministério para que possa receber o Autódromo de Deodoro, que deve ser inaugurado em julho de 2014.

TERRENO PODE TER BOMBAS ESCONDIDAS

A área escolhida para a construção do novo autódromo do Rio de Janeiro é um ex-campo de treinamento militar. Há mais de 50 anos, as Forças Armadas realizam atividades no local e ainda é possível que armas ainda estejam enterradas ali.

A informação é do general João Ricardo Evangelho, comandante da 1a Região do Exército. Evangelho assinou nesta sexta-feira um termo de cessão do espaço para o Ministério do Esporte para que seja construído ali o Autódromo de Deodoro. Antes das obras começaram, no entanto, o general disse que uma varredura na área ainda precisa ser concluída.
O novo autódromo vai substituir o Autódromo de Jacarepaguá, que foi desativado para dar lugar ao Parque Olímpico da Rio 2016. De acordo com o secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser, a nova pista obedecerá padrões internacionais de qualidade e estará preparada para receber qualquer tipo de prova do automobilismo.
Segundo o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, a intenção é que a capital fluminense seja até sede do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 após a inauguração do Autódromo de Deodoro. “São Paulo que fique esperta porque eu quero roubar a Fórmula 1 e trazer outras provas também”, afirmou Paes, durante a cerimônia realizada nesta manhã, no local do futuro autódromo.
A pista de Deodoro ficará na Zona Norte do Rio de Janeiro, ao lado do Parque Radical da Olimpíada de 2016. Neste parque acontecerão as provas de BMX, canoagem e mountain bike dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.
A obra do autódromo será executada pelo governo estadual. Todos os projetos para a construção e os recursos necessários serão fornecidos pelo Ministério do Esporte. O custo ainda não foi estimado.
Leyser disse que o o projeto básico do autódromo já está sendo feito. No final deste ano, ele será entregue ao governo estadual. Já em fevereiro, será repassado o projeto executivo para obra. Com ele, já será possível realizar a licitação da construção do autódromo, que deve começar no ano que vem.
Em julho de 2014, a pista já deve estar pronta para receber corridas. Alguns equipamentos adicionais, porém, só serão entregues no início de 2015.
O Autódromo de Deodoro é um compromisso olímpico do governo com a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). Como o Autódromo de Jacarepaguá foi desativado para obras da Olimpíada de 2016, a entidade cobrou a construção de um novo local para corridas no Rio.
Inicialmente, a obra deveria ficar pronta antes do fechamento de Jacarepaguá para que o automobilismo carioca não fosse prejudicado. Isso não aconteceu e as corridas do campeonato estadual terão de ser transferidas para Minas Gerais para que não acabassem canceladas.
O prefeito Paes reconheceu a falha da Prefeitura, governo estadual e federal com pilotos e outras pessoas envolvidas com o automobilismo. No entanto, prometeu ajudá-los financeiramente para que o esporte não fique completamente paralisado enquanto Deodoro não fica pronto.
“O governo não cumpriu no devido tempo a sua obrigação”, disse Paes. “Mas estamos, agora, fazendo o que tínhamos prometido à CBA.”

8 comentários:

  1. Fabiani C Gargioni #279 de novembro de 2012 21:48

    Que Deus ilumine essa gente e que o Rio possa voltar ao cenário do automobilismo o mais rápido possível Jovino!!!

    ResponderExcluir
  2. Fabiani
    Deus te ouça, mas sinceramente, não acredito em nada que esse prefeito diz.

    ResponderExcluir
  3. Fabiani e Sidney. Me parece que há uma descrença em relação à promessas deste prefeito. Ontem, em tradicional reunião de ex pilotos aqui em Brasília, o Catanha, grande piloto aqui de Brasília e que reside atualmente no Rio, diz também não acreditar nas promessas do prefeito. Mas, como a esperança é a última que morre, vamos torcer para que tudo dê certo. Pelo menos, acredito, que o terreno está assegurado.
    Jovino

    ResponderExcluir
  4. Jovino,

    só acredito nesse autódromo quando o público e competidores estiverem presentes...

    abs...

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Jovino, estava aguardando sair alguma notícia nos blogs a respeito desta decisão. Vou por partes: concordo com o Sidney Cardoso, ele que mora lá e conhece bem não acredita, que dirá nós que estamos longe de tudo esse movimento.
    O Fabiani que é piloto também quer que tenham corridas, o André só acredita em público e competidores presentes e eu digo que só acredito depois da 1ª largada nem que seja corrida de tartaruga e lesma. Agora uma reflexão: Se temos pessoas que conhecem como o Sidney, você, o grande Nelsão, Fabiani, e muitos outros que realmente sabem como funcionam os bastidores do automobilismo e de outros tantos que também são apaixonados pelo cheiro da borracha e combustível, por que não fazermos uma mobilização e colocar pressão para que realmente façam logo essa obra. O dinheiro público vai para o ralo mesmo se não houver uma fiscalização e uma conscientização dos envolvidos. Vamos esquecer a tv alienadora, por que se for por ela é capaz de contratar aquele desenhista da F1 e fazer uma pista horrível. Admiro sua história com o automobilismo de Brasília e queria que levasse sua experiência para essa turma que for realizar esta obra. De seu quase vizinho, Sérgio Luiz - Barra do Garças - MT

    ResponderExcluir
  6. Sergio, como me disse o Catanha, não foi por falta de mobilização que o autódromo do Rio foi destruído, ele, a Suzane Carvalho, o Sidney Cardoso e tantos outros pilotos do Rio batalharam muito, fizerma diversas mobilizações, eu mesmo acompanhei aqui de Brasília, mas os malas acabaram por vencer. É uma mobilização que teria que ser feita por todos aqueles apaixonados por automobilismo, principalmente, os pilotos. Jovino.

    ResponderExcluir
  7. Fabiani C Gargioni #2712 de novembro de 2012 15:00

    Certas as tuas palavras Sérgio e topo paraticapar de qualquer ação de mobilização p/ que tudo isto saia do papel. Sérgio tenho uma pergunta pra te fazer??? Sei que existem autódromos de terra aí no Mato Grosso, mas gostaria de saber mais especificadamente dos ovais se existe mais de um e onde posso ter acesso às informações a respeito deles, pois no site da federação de vcs eu não achei nada a respeito, meu e-mail é fc.gargioni@yahoo.com, desde já agradeço e um abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabiani

      Desculpa a demora em responder, estava em final de conclusão de graduação na Faculdade e era tanta atividade, TCC, concluir sistema de computador e provas.

      Vou tentar responder sobre os ovais e pistas de terra por aqui.
      Estou a muito tempo afastado desde 2004, portanto perdi muito contato.
      Realmente o site de Federação não tem muita coisa mesmo.
      O forte é a região Norte - Sorriso - Sinop - Campo Novo dos Parecis e até Cuiabá.
      Faz tempo que não tenho contato com eles.
      Infelizmente não tenho como te passar nenhuma informação precisa.

      Tenha um bom Natal e um Próspero 2013 cheio de terra e vitórias.

      Sérgio Luiz - Barra do Garças - MT

      Excluir