quinta-feira, 29 de novembro de 2012

PRIMEIRO MIL QUILÔMETROS DE BRASÍLIA, ANO,1962

Mais uma raridade de Jean Manzon, o primeiro Mil quilômetros de Brasília realizado em 1962.
 
Não assisti esta prova porque era ainda um moleque de 6 anos, aliás, nem morava na cidade ainda, nem sei ao certo o traçado deste circuito. Conheço aquele que abrigou esta tradicional prova a partir de 1968. Mas acredito que passava ali na Vale do Rio Doce.
 
O filme é uma mistura da prova com propaganda da Willys e seus  Dauphines  e Berlinetas, mas tem muitas imagens reais da prova.
 
O vencedor foi um JK  e a Willys estreava em competições com Bino Heins dirigindo um Interlagos e Marco Antonio Greco um Dauphine, além do piloto brasiliense Ênio Garcia que pilotava um dos três  Dauphines. Aliás, os  Dauphines  venceram nas suas categorias.

Atualizando e com a dica do meu amigo Zarur: é o circuito do Hotel Nacional. A imagem está um pouco apagada mas dá para ver os carros descento o circuito do hotel nacional, fazendo a tesourinha e pegando o buraco do Tatu.
 
O filme é dos arquivos dos irmãos Neri.



10 comentários:

  1. Caro Jovino,
    Assisti esta corrida nas obras da lojas do Hotel Nacional. A pista passava ali em frente e ficou famosa. Passou a ser chamada de pista do Hotel Nacional.
    Cumprimentos pelo resgate. Fantástico.
    abs
    Zarur

    ResponderExcluir
  2. Fabiani C Gargioni #2729 de novembro de 2012 20:30

    Grande tempo de grande automobilismo, valeu Jovino pelo resgate!!!

    ResponderExcluir
  3. Jovino,

    mais um excelente vídeo... um belo resgate...

    e no vídeo há um grande destaque para a marca Willys...

    abs...

    blog POR DENTRO DOS BOXES
    http://pordentrodosboxes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Muito legal Jovino.Parabens e obrigado por mostrar.

    ResponderExcluir
  5. Raro registro. Parabéns!

    Martim

    ResponderExcluir
  6. Parabéns, belas lembranças, eu assisti ela mas faz muito tempo, se não me falha a memória acho que um dos Simcas era o Simca Presidente e correu com o estepe de fora. Havia um elevado no SCS que dava de ver bem a descida do Hotel Nacional e passarem pelo viaduto do Banco do Brasil era um lugar muito bom de assistir a corrida, eu morava na 302 sul e dava de ir de bicicleta.

    ResponderExcluir
  7. Rodolfo, o que a gente não fazia comu ma bicicleta naquela época!!! Eu rodava a cidade toda numa caloi daquelas que dobrava. Jovino

    ResponderExcluir
  8. a minha era uma Monark 63 Panamericana pesada pra caramba...mas ia da 302 sul até o Iate Clube jogava tênis e depois no final da tarde voltava era chão pra pedalar...fora de segunda a sábado ia pedalando da 302 até o Caseb onde estudei até terminar o científico, mas aí já estava motorizado...

    ResponderExcluir
  9. Parabens tomei conhecimento deste pelo Rubens Casses muito legal mesmo e parabens a vcs que não deixam nosso automibilismo se apagar abraço

    ResponderExcluir