quinta-feira, 11 de outubro de 2012

POR ONDE ANDA O CELSÃO DO CANECO 14!!!

Quem não se lembra do Caneco 14!!! Bar e Choperia que ficava na 514 norte e que durante os anos 80 foi o point dos jovens apaixonados por corridas e velocidades que gostavam de frequentar a casa para tomar umas e outras e exporem as suas belas máquinas envenenadas, com belas garotas e a rapaziada que faziam da grande reta da W3 norte, uma pista para peguinhas nas madrugadas friorentas dos finais de semana. Durante muito tempo eu fui um frequentador assíduo da choperia, pois era uma tradição na nossa cidade determinados locais que se tornavam point por determinado tempo e depois sumiam, como aconteceu com o Caneco 14. Mas lá era também um dos locais preferidos do jornalista policial Mário Eugênio, ferrenho crítico do governo e do Secretário de Segurança da época e que acabou sendo violentamente assassinado em frente a Radiobrás, local onde trabalhava. O crime mexeu muito com Brasília e teve repercussão nacional.
 
Na época eu tinha um opalão bege 6 bocas com meio teto vinil com escapamento direto saindo para o lado direito e a gente sabia aproveitar muito bem aqueles momentos, pois não tínhamos quase nenhum radar eletrônico, e a via era toda nossa com a paulera rolando a torto e direito movido pela energia de muitas loiras geladas e muito rock and roll tocados no TKR máscara negra auto reverse, que insistia em engolir a fita nos melhores momentos.
 
O Celsão sempre tinha carros muito bem equipados e de bom gosto, desde os fusquinhas no início dos anos 70 (lembro-me de um vermelhinho tipo 68) até dos opalões nos anos 80 e era amigo dos meus irmãos mais velho, o Marcio e o famoso "Perereca", grande bota das ruas da asa norte, do "Luisinho das Candangas" (Cesarino), entre tantos outros amigos.
 
Mas ele também resolveu se aventurar nas pistas de verdade, como muitos jovens brasilienses daquela época, e participou de campeonatos de automobilismo lá no Autódromo Nelson Piquet, na TFL com o opalão abaixo. 
 
 E o cara andava bem, sempre estava ali entre os cinco primeiros
 Aqui quando ele mudou a cor para preto
Olha ele aí ao lado do opalão TFL segurando um copo de chopp ou será um guaraná Zero!!!
Ele e o seu amigo Nelson Sanches que também participaram da Hot Dodge. No retrato mostra os fundos do Caneco 14 que também davam assistência aos carros.

Viajo para Goiânia hoje, pois tenho que recuperar as energias perdidas com pequi e gueroba lá do Goias. No sábado estarei de volta. Um ótimo final de semana para todos.
 
(As fotos foram roubadas do face book que a sua filha "Talita" fez para homenagear o seu querido pai Celsão).

7 comentários:

  1. Comentário do Guilherme Can encaminhado para o meu email:
    "Claro que lembro do caneco 14.!!!.
    Não ia muito por que o Sr. Mario Eugênio na época não ia com a minha cara, kkkkkkk.
    Que DEUS O TENHA. Um grande reporte sem dúvidas.
    Conheço o Celso ali da oficina do EDUARDO, onde ele sempre mandava rebaixar suas máquinas. Essa oficina era do cunhado. Hoje o Eduardo é dono da HG na 904 sul. (um grande mecânico).
    Guilherme"

    ResponderExcluir
  2. Me lembrei de um fato, que ele tinha um belo e equipado Fuscão azul marinho e estava de saco chaio de tanto limpar, e me disse uma frase que nunca esqueci, que iria vende-lo, porque você acaba de limpar a traseira a frente já está suja...bons tempos!

    ResponderExcluir
  3. Rodolfo, quando a gente é jovem a gente tinha saco para lavar e polir o carro antes de sairmos para as festinhas. Hoje, levo o carro para ser lavado no posto e aquele momento até de desestresse ao lavarmos um carro acabou um pouco. Estou de licença médica e em casa e estou ensaiando para lavar e pulir o meu puminha para levá-lo para uma exposição.
    Belos tempos mesmo.
    Jovino

    ResponderExcluir
  4. É verdade Jovino até o interior dos paralamas dianteiros do Fusca a gente polia...estimo melhoras.

    Rodolfo.

    ResponderExcluir
  5. Fala Jovino, blz?
    Foi outro Guilherme que enviou o comentário... Eu não morava em Brasília nessa época!
    Abraços,
    Guilherme Can

    ResponderExcluir
  6. O Caneco 14 foi o Ilton Pacheco da Iltcar Veiculos que ficava na 707/708 Norte quem montou, junto com o irmão mais novo João Pacheco que andou de Kart nos anos 70 e de turismo nos 90 e o vendeu para o Celso e o Nelson depois ......

    ResponderExcluir
  7. Vi O Celso a coisa de 20 dias na casa do Raad Massouh .....

    ResponderExcluir