terça-feira, 9 de outubro de 2012

PRA MACHUCAR CORAÇÕES - THE MAMAS AND THE PAPAS E "E ELA É HORRÍVEL".

Com tanta vulgaridade musical que rola hoje em dia, acabo por buscar os meus vinis com os grandes clássicos da música que marcaram a minha época lá pelos idos dos anos 60/70 e 80.

"The Mamas and the Papas" é uma destas bandas que surgiram nesta época e marcaram o seu tempo e o meu também com o clássico "California Dreaming".

Me encanta a sua música e a letra de suas canções e me transporta para outra época. Parece-me que a música era mais ingênua, mais musical, sei lá, mas mexia muito com a gente e mexe muito mais hoje. Lembro-me na época, quando surgiu a notícia de que a cantora gordinha havia morrido porque havia se entalado quando comia um hambúrguer e até hoje não sei se é lenda ou verdade.

Lendas a parte, lamentavelmente, três dos integrantes da banda já morreram, e a única que ainda vive é Michelle Phillips.

Dedico estas duas músicas aos meus jovens amigos quarentões, Serginho Slaviero, Zé Alexandre, Juarez Cordeiro, Nelson Barata, Nelson Piquet, Fernando Ramos, Von Negri..., enfim, todos os meus amigos que frequentam o Dom Romano, VCC e as tardes sextafeirianas lá no Beer Fast e se mantêm jovens e praticando uma das coisas mais importantes da vida da gente, a amizade.




E ELA É HORRÍVEL, E ELA É HORRÍVEL ...

A música abaixo, também me marcou muito, mas não pela bela melodia de sua música, mas pelo refrão de "Yellow River" que a juventude setentista naquela época traduzia como "e ela é horrível", fazendo uma alusão a alguma "mina" com seus dotes físicos não tão avantajados como os das outras mais belas do salão. 

Como o tempo volta na mente da gente em frações de segundos: lembro-me do salão do Minas Brasília Tênis Clube indo a loucura quando o DJ colocava esta música e a galera trocava o "Yallow River" e cantavam "e ela é horrível". 

Video original de 1970 filmado en el río Támesis, junto al Big Ben en Londres, Inglaterra.

6 comentários:

  1. A garotinha pentelha que perturba John Milner, dono do Ford 32 hot rod amarelo de Loucuras de Verão (American Graffiti – 1973) É Laura Mackenzie Phillips, filha do John Phillips, integrante do Mamas and Papas.

    ResponderExcluir
  2. Luiz, sabe que eu havia selecionado um video do American Graffiti para fazer um post e acabou que eu me esqueci. Mas voltarei com a Seção de cinema que havia começado.
    Jovino

    ResponderExcluir
  3. Boas lembranças, Jovino. Recomendo mais duas: "Hotel California", do Eagles; e "Amanda", do Boston. Forte abraço.

    David Varchavsky

    ResponderExcluir
  4. Jovino, American Graffiti é uma delícia. Bela história, carros interessantes e grande trilha sonora de rock dos anos 50 e início dos 60.

    ResponderExcluir
  5. Fabiani C Gargioni #2710 de outubro de 2012 22:47

    Jovino, "naquele" tempo realmente se fazia música de verdade, não que hj em dia não exista alguma coisa boa, mas tá difícil, um abraço e parabéns pela postagem!!!

    ResponderExcluir
  6. California Dreaming, el tema musical que acompañó toda mi adolescencia...
    Si habré escuchado ese disco.
    Gracias por el recuerdo.
    Abrazos!

    ResponderExcluir