quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

OS MOTORES PORSCHES DA DACON

O papo surgiu lá no post sobre o AC Porsche. Nos comentários o M. havia dito que achava que a DACON havia importado 4 motores Porsche 2.000cc. E o Sidney Cardoso acrescentou, também, nos comentários, para a minha surpresa e acredito que de muita gente, que eles haviam trazidos 16 motores desta mesma marca com 1.600cc. Pois bem, após o Sidney escanear o recibo de importação foi que ele percebeu que a memória o havia traído – coisas da idade – pois, na verdade, eles importaram 18 motores Porsche 1.600cc e não 16 como ele havia falado.
Segundo o Sidney, a Dacon usou estes motores também em Karmann-Ghias com carrocerias de lata para vender para o público em geral e não apenas para corridas.

Mais algumas observações a respeito do motor Porsche 1600 feitas pelo nosso amigo M:
“O motor Porsche 1600 também é um bom motor, com incríveis 110 HP na versão de rua, resistente e durável!
O inacreditável é que este motor é muito semelhante ao VW 1200!
Internamente tem as mesmas dimensões, apesar da carcaça ser maior, o que melhora a refrigeração.

Com os mesmos colos de virabrequim, usa as mesmas bronzinas do 1200.
O comando de válvulas também tem as mesmas medidas do 1200, só diferindo nos lobes e duração.

O pulo-do-gato está nos cabeçotes, que são uma obra de arte !
Com câmaras hemisféricas e válvulas em V, e com ajuda dos pistões cabeçudos, humilha o pobre 1200, com 82 HP a mais !”

José Luiz "TATICO" Rosatelli (sócio e amigo do Paulo desde os tempos em que ambos moravam em Santos e foram amigos de Faculdade), Paulo Goulart, Rodolfo Sevecenco e Duílio com um dos vários motores Porsche 356 1.6 Litros com dupla carburação Solex PII-40 que o Duílio trouxe da Alemanha desmontado nas malas, ainda na empresa RAMPSON - que significava a junção das iniciais "R" de Renata, esposa do Paulo; AM de Ana Maria, esposa de Dilson Funaro; P de Paulo e SON de Dilson Funaro (Essa viagem foi uma epopéia e merece um capítulo à parte).
O motor Porsche da 904 2.0 com quatro comandos e dois distribuidores que equipavam os K-G/P Dacon

Paulo Goulart, da Dacon, trouxe de São Paulo seu primeiro Karmann-GhiaPorsche Nº 2
Chegada em Brasília: o nº 77 em primeiro (Wilsinho Fittipaldi e José Carlos Pace), o nº 7 em segundo ( Emerson Fittipaldi e Chiquinho Lameirão) e o nº 12 em terceiro (Rodolpho Oliva e Lian Duarte)

O logo da Escuderia Dacon

KG no Rio de Janeiro - A estréia em 10 de julho de 1966 na Prova Inaugural do Autódromo Internacional do Rio de Janeiro "Governador Negrão de Lima" - no "PRÊMIO ESSO DE VELOCIDADE", do Protótipo Karmann-Ghia / Porsche - Dacon No. 2, pilotado por José Carlos "MOCO" Pace, que tirou segundo lugar, vencido por Carol Figueiredo com o Alpine 1300 No. 47 da Equipe Willys e Piero Gancia de Alfa-Giulia II Super.

Sidney Cardoso com o mecanico Antonio (ex dacon) mexendo no motor porsche do Lorena

Emerson e Wilson Fittipaldi vencedores das Seis Horas de Interlagos – 1967


Recibo de importação desses motores que o Sidney havia guardado quando adquiriu um Karmann Ghia de lata ano 1964 com motor Porsche 1.600cc.

O detalhe do recibo de importação doss 18 motores Porsches de 1.600cc importados pela Dacon








2ª etapa do campeonato carioca de automobiilsmo em 1969 no autódromo do Rio. Prova com a participação do Lorena Porsche de Sidney Cardoso.

(Fotos, reprodução, fonte, site Obvio. Agradecimentos ao Sidney Cardoso e ao Marcos Sacoman, o Mr.M)

9 comentários:

  1. Jovino
    Rapaz, você é jornalista? Pergunto isso porque na minha opinião você com apenas um documento que eu havia enviado - o recibo de importação dos motores - juntou outras imagens e fez uma reportagem completa. Receba meus sinceros parabéns!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi Jovino !
    Muito bom !!!!
    Esta foto dos "meninos" com o motor 1600 é antológica !!!
    Idem, idem a do Sidney com o Toninho "Capacete" !
    Por onde andará o Capacete ? Preciso encontrar este gajo !

    ResponderExcluir
  3. Sidney, obrigado pelos elogios. Eu não sou Jornalista.
    Achei interessante, pois nunca tinha ouvido falar que a Dacon tivesse comprado tantos motores.
    M, algumas pessoas amigas aqui em Brasilia estão querendo saber onde achar um motorzinho destes e eu lhes respondi que a muito tempo muita gente quer um destes, mas são verdadeiras joias.
    Jovino

    ResponderExcluir
  4. M.
    Rapaz, não é só você não, também ando doido para encontrar o Antonio "Capacete", infelizmente nunca mais tive notícias dele. Caso você o encontre, por favor, me avise.

    Jovino
    Você não é jornalista porque não fez o curso, mas é um jornalista nato.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Sidney,
    O Capacete também fez muita coisa para mim, mas perdemos contato.
    A última pessoa que me deu notícias dele foi o Caipira, também faz tempo !
    Já pedí pro Saloma, que não sai lá do Amador, para pegar o telefone do Capacete com ele. Acho que ele esqueceu. Vou cobrar novamente.

    Javino,
    O nome correto do Rodolpho que vc citou era Olival Costa, o Fofô !
    Grande figura, neurastênico como ele só e protagonista de histórias engraçadíssimas. Outro bom amigo que infelizmente já foi para o andar de cima.

    Abraços !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Que bacana ver esse depoimento sobre meu pai.
      Saiba q a "neurastênia" é genética e passa de pai pra filha! Rsrsrsrs.
      Saudade imensa do meu Fofô!
      Abs.

      Excluir
  6. Ok, M, já fiz a correção lá no post.
    Obrigado.
    Jovino

    ResponderExcluir
  7. Em 1966 eu tinha 17 anos e foi a Dacon, com seus pilotos, com o Paulo Goulart, o visual e a mecanica dos carros (eu ja era fã do Porsche), as vitórias e toda a emoção, que me fizeram gostar de automobilismo até hoje, aos 70 anos de idade.
    Boa parte da minha vida foi preenchida com o esse assunto e as longas conversas que inspirou.
    Sempreu fui fã do Paulo (a quem tive a oportunidade de ser apresentado, há décadas, em São Paulo) e, a ele e a tantos outros, minha eterna gratidão, por uma vida mais feliz e animada!

    ResponderExcluir
  8. You may hear that genuine dank vapes or vape dank dont have a sequential number.on the other hand,in the event
    that you draw up on the mouthpiece,and it flies out,you can make sure its a phony.they may likewise be a 'Ccell' logo
    imprinted on the base of the dank vape cartridge to show it is phony.nontheless, you can discover individuals asserting that
    the Ccell stamp affirms its realness .despite every one of the cases,its essential to just depend on target data.moistvape
    carts offer top 10 amazing,ground-breaking dank vapes flavors.READ MORE

    ResponderExcluir